Graduações de Biblioteconomia na modalidade à distância no Brasil: dados iniciais da pesquisa

Orestes Trevisol Neto, Miriam de Cassia do Carmo Mascarenhas Mattos, Maria Cristina da Rosa Fonseca da Silva

Resumo


Analisa os cursos de Biblioteconomia na modalidade a distância em nível nacional. Apresentam-se comparações quanto ao número de polos, vagas ofertadas e mensalidades, carga horária, perfil dos docentes quanto à titulação e formação, bem como o uso das redes sociais como canais de comunicação/divulgação dos cursos. Também são apontados fatores que contribuíram para implantação dos mesmos. A pesquisa classificou-se como exploratória e descritiva, apresentando uma abordagem quanti-qualitativa, utilizando-se da técnica de pesquisa documental. Os dados foram levantados na plataforma do E-mec, no site das próprias instituições e na Plataforma Lattes no mês de maio de 2016. O universo da pesquisa é composto pelos cursos de graduação em EaD, seu corpo docente, currículos e redes sociais por eles utilizadas. Identificou-se três cursos, os da Universidade de Caxias do Sul (UCS), Universidade Salgado Oliveira (UNIVERSO) e Universidade Comunitária da Região de Chapecó (UNOCHAPECÓ), todos criados depois de 2012. Registre-se que o curso de Biblioteconomia do CFB/UAB ainda não está em funcionamento. Observa-se que os cursos na modalidade a distância foram criados por instituições privadas que perceberam um nicho de mercado a ser explorado. Tais cursos abrangem regiões interioranas, suas mensalidades são acessíveis e apostam no crescimento do mercado de trabalho do bibliotecário tendo em vista a Lei Federal 12.244.

 


Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Revista ACB: Biblioteconomia em Santa Catarina, Florianópolis (Brasil) - ISSN 1414-0594

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.