A mediação da leitura nas práticas extensionistas: o relato da experiência do Projeto Lapidar

Ingrid Paixão de Jesus, Henriette Ferreira Gomes

Resumo


A extensão universitária pode viabilizar o contato entre a universidade e a comunidade, fundamentada no exercício do ensino-aprendizagem, e fortalecer ações de mediação da leitura realizadas em ambientes que promovem a socialização, como as bibliotecas comunitárias, consideradas como um espaço de preservação da memória social. O objetivo desta pesquisa é mapear e analisar as ações voltadas à formação do mediador e de mediação da leitura realizadas pelo projeto de extensão Lapidar, da Universidade Federal da Bahia, no ambiente acadêmico e na Rede de Biblioteca Comunitária de Salvador/BA. Quanto à metodologia adotada, trata-se de um estudo de caso de caráter descritivo. Para a coleta de dados, adotou-se a técnica de observação direta sistemática, utilizando o formulário como instrumento de registro dos fatos observados. Entre os resultados obtidos, destaca-se a existência de redes de colaboração entre a universidade e a comunidade, que têm se fortalecido por meio das ações de mediação da leitura do Lapidar. Conclui-se que o Lapidar tem contribuído para formar os futuros mediadores da área da informação, honrando o compromisso da extensão universitária de formar profissionais capacitados e habilitados, ao colocá-los em cooperação direta com a comunidade externa e fazendo com que o conhecimento esteja a serviço do desenvolvimento social. Pode-se concluir, também, que as ações realizadas pela Biblioteca Comunitária foram fortalecidas por meio das ações extensionistas

Palavras-chave


Mediação da leitura. Extensão universitária. Formação do mediador.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Revista ACB: Biblioteconomia em Santa Catarina, Florianópolis (Brasil) - ISSN 1414-0594

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.