Aspectos cognitivos da leitura: conhecimento prévio e teoria dos esquemas <p> Cognitive aspects of reading: previous knowledge and theory of schemes

Autores

  • Augiza Karla Boso UFSC/IF-SC
  • Daniela Garcia Universidade Federal de Santa Catarina
  • Michele de Britto Rodrigues Universidade Federal de Santa Catarina
  • Pollyne Marcondes Universidade Federal de Santa Catarina

Palavras-chave:

Leitura, Conhecimento prévio, Aspectos cognitivos

Resumo

Este artigo salienta a importância do conhecimento prévio do leitor na interpretação de um texto, descrevendo-se a ciência cognitiva. Demonstra como se articula o conhecimento prévio e a sua relevância para a leitura. Aborda as estratégias de leitura e sua relação com os modelos mentais relacionado à teoria dos esquemas. Adotou-se para o estudo a metodologia de revisão bibliográfica. Conclui-se que os conhecimentos prévios do leitor proporcionarão uma concepção mais ampla de determinado texto, pois ao utilizar conhecimentos anteriores o leitor estabelecerá uma relação integrada com o texto que permitirá a captação de seu significado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Augiza Karla Boso, UFSC/IF-SC

Professora Substituta do Departamento de Ciência da Informação da Universidade Federal de Santa Catarina. Bibliotecária Documentalista do Instituto Federal de Santa Catarina - Campus Florianópolis.

Daniela Garcia, Universidade Federal de Santa Catarina

Graduanda do curso de Biblioteconomia da Universidade federal de Santa Catarina.

Michele de Britto Rodrigues, Universidade Federal de Santa Catarina

Graduanda do curso de Biblioteconomia da Universidade federal de Santa Catarina.

Pollyne Marcondes, Universidade Federal de Santa Catarina

Graduanda do curso de Biblioteconomia da Universidade federal de Santa Catarina.

Downloads

Publicado

2010-09-08

Como Citar

Boso, A. K., Garcia, D., Rodrigues, M. de B., & Marcondes, P. (2010). Aspectos cognitivos da leitura: conhecimento prévio e teoria dos esquemas <p> Cognitive aspects of reading: previous knowledge and theory of schemes. Revista ACB, 15(2), 24–39. Recuperado de https://revista.acbsc.org.br/racb/article/view/716